Como fazer um bom projeto de segurança?

Para se ter um bom projeto de sistema eletrônico de segurança é definindo uma boa análise de risco no local da instalação.

Levando em consideração as necessidades do cliente. Caso essa análise seja superficial ou errônea, todo o projeto do sistema pode ficar prejudicado. Daí, o fato da análise de risco ser fundamental para o projeto. Se a análise de riscos não for bem planejada, o projeto poderá ser falho, sendo inadequado ao local, ao usuário ou ao tipo de atividade exercida.

Poderá então haver excesso ou falta de sensores em determinada sala, falha de transmissão de sinais de comunicação, entre outros. É de extrema importância que o cliente que esteja adquirindo um sistema eletrônico de segurança, relacione todos os pontos vulneráveis de seu imóvel, bem como ocorrências que podem ter existido, para que junto com o consultor da empresa estude o melhor projeto para o local.

Claro que todo projeto está relacionado aos recursos financeiros que o cliente está disposto a investir, neste caso, o projeto tem que dar cobertura completa ao local, sem que o transforme, desnecessariamente em uma fortaleza.

Para a realização de um bom projeto, o cliente deve ainda estudar com a empresa: os recursos técnicos existentes (tecnologia a será utilizada - alarmes, CFTV, controle de acesso, etc. - e produtos) e a infra-estrutura do local (tubulações disponíveis e exclusivas por onde serão passados os fios que ligam os sensores a central de alarme).

Este estudo deve resultar em uma planta projetando todo o sistema na residência, de forma que fique bem claro ao cliente o que será feito.

O cliente também tem que estar atento e exigir:
·Contrato de compra do serviço, equipamentos e materiais de instalação;
·Saber quanto tempo demora a instalação e combinar horários e dias disponíveis e que sejam permitidos, em caso de condomínios, para realizar o trabalho de instalação;
·Qual programação será feita e como irá funcionar;
·Realizar teste do sistema;
·Fazer treinamento com todas as pessoas da residência;
·Quando e em quanto tempo serão realizadas as manutenções do sistema.

Dicas:
·Verificar as qualificações da empresa que está contratando e outros projetos por ela já realizados;
·Verificar a qualidade dos produtos a serem comprados e instalados (fabricantes e procedência);
·Verificar sempre se o custo está de acordo com o produto e seu desempenho;
·Certifique-se que será realizado um projeto e se a empresa tem pós-venda (manutenção e monitoramento);
·Todo sistema eletrônico deve pertencer a um plano integrado de segurança (Equipamento, treinamento, normas de conduta, rotinas, etc.).
Loading...